Renata Felinto

São Paulo, SP, 1978. – Vive e trabalha em Crato, CE.
Representado pela Periscópio Arte Contemporânea.


Vencedora do Prêmio PIPA 2020.
Indicada ao Prêmio PIPA 2020.
Finalista do Prêmio PIPA 2020.
Membro do Comitê de Indicação PIPA 2021.

Doutora e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP e especialista em Curadoria e Educação em Museus de Arte pelo Museu de Arte Contemporânea da USP. Artista visual e professora adjunta da URCA / CE, na qual compôs o Comitê de Pesquisa Científica, foi coordenadora do Curso de Artes Visuais e do subprojeto PIBID do mesmo curso e coordena o Grupo de Pesquisa NZINGA – Novos Ziriguiduns (Inter)Nacionais Gerados na Arte. Trabalhou na Pinacoteca do Estado de São Paulo, Instituto Itaú Cultural, Centro Cultural São Paulo, SESC, SESI / FIESP, entre outros locais. Compôs o conselho editorial da revista O Menelick 2º ato e é membro do Comitê Científico do Congresso das CSO da Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Coordenou o Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil. Recentemente participou das exposições FIAC / França 2017, Negros Indícios, na Caixa Cultural / SP, Diálogos ausentes, no Itaú Cultural / SP e no Galpão Bela Maré/ RJ, de Histórias Afro-Atlânticas, no Instituto Tomie Ohtake / MASP e foi artista convidada do 29° Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo. A arte produzida por mulheres e homens de ascendência negro-africana tem sido o tema principal de sua pesquisa e o mesmo reverbera de muitas formas em sua produção de artes visuais.

Vídeos

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes, exclusivamente para o Prêmio PIPA 2020

Para saber mais sobre Renata Felinto,