Exposições

“Entre ruína e construção”

(dez 2018 – mar 2019)

Na terceira exposição de acervo do Instituto PIPA, inaugurada no dia 08 de dezembro, foram reunidos trabalhos de oito artistas para discutir a ambivalência entre ruína e construção, tão característico do mundo contemporâneo. A exposição reúne pintura, vídeo e fotografia, num conjunto que dialoga com a instalação de Henrique Oliveira, inaugurada concomitantemente a exposição. “Entre ruína e construção”, curada por Luiz Camillo Osorio, lida com as noções de reconstrução, resgate, transformação. Assim como a instalação de Oliveira propõe uma espécie de reivindicação da natureza de um espaço que fora seu outrora, os trabalhos de Luciana Magno, Renata Lucas, Rodrigo Braga, Pjota, Gaio, Luiz D’Orey, Berna Reale e Tatiana Blass presentes na exposição propõem uma reflexão sobre precariedade e permanência. Luiz Camillo Osorio pontua:

“Há que se construir, seguimos comprometidos com a construção do mundo, mas sabemos que nada fica mais de pé por muito tempo. Entre o lixo e o luxo, sobram resíduos e boas intenções, faltam escala e permanência. O imediatismo de nossa sensibilidade acelerada aposta no obsoleto, tudo vira detrito antes de ser vital. Entre a escultura e a casa, temos que reinventar a habitação, o cuidado, novas formas de viver com o tempo”.